Rua Edmilson Pinheiro, 150, Autódromo, Eusébio - Ceará, 61760-000 | 85 3260-5145
prefeitura@eusebio.ce.gov.br

Notícias

Acilon participa da abertura dos trabalhos da Câmara Municipal

segunda-feira | 25/02/2019

Em sua mensagem na abertura dos trabalhos legislativos de 2019, da Câmara Municipal de Eusébio, nesta segunda-feira (25), o prefeito Acilon Gonçalves, destacou a volta à normalidade dos serviços públicos, após a crise na segurança pública, notadamente no mês de janeiro e início de fevereiro, no Estado. “Estamos com todos os serviços funcionando, tanto o TRUE, como limpeza urbana. Estamos realizando uma readequação nos programas sociais como o Renda Mínima e o das Cestas Básicas”, disse. Ele afirmou que com relação ao programa de Cestas Básicas, houve um atraso na licitação, mas que até o final do carnaval esse problema estará regularizado.

O prefeito falou ainda sobre a área de Educação. Segundo ele, a prefeitura abriu uma licitação para a compra de 500 ares-condicionados, mas o Tribunal de Contas mandou retroceder etapas do processo para atender uma empresa de Manaus. “Hoje o processo tem que ser aberto para todo o país, por isso a demora para sua conclusão”, explicou.

Acilon pontuou, ainda, sobre os trabalhos desenvolvidos pela prefeitura no tocante a manutenção dos espaços públicos prejudicados devido às chuvas, Citou ações realizadas no bairro Autódromo; na Rua Francisca Rodrigues no Jabuti; na Alameda das Américas, no Amador e da rua da Farmácia Pague Menos, na Tamatanduba. “Na medida que os problemas forem aparecendo vamos atuar para resolvê-los, mas conto com vocês para estarem vigilantes e nos informarem por meio das redes sociais e pelo Café com o Prefeito”, frisou.

Destacou que está em fase de conclusão a licitação da Escola da Lagoinha, com 11 salas e da Creche Maria Tavares, com 10 salas, e que está dando prosseguimento ao planejamento de ampliação das escolas João de Freitas Ramos, Erotides Melo, Mundo Encantado, dentre outras, “Das 100 salas de aula que quero construir neste mandato, 50 estarão prontas até o final do ano e será iniciada a outra metade. Enquanto não tivermos as salas, vamos continuar usando os contêineres pois é a forma de atender a grande demanda de alunos, pois do contrário muitas crianças ficariam sem escola. Quero tranquilizar os país com relação a utilização dos contêineres. Eles são seguros e todos terão portas de escape. Buscamos sempre o melhor para nossas crianças, isso eu garanto!”, concluiu.