Rua Edmilson Pinheiro, 150, Autódromo, Eusébio - Ceará, 61760-000 | 85 3260-5145
prefeitura@eusebio.ce.gov.br

Notícias

AMMA participa do Projeto Aflorar na APA do Rio Pacoti

terça-feira | 08/05/2018

A Autarquia Municipal de Meio Ambiente e Controle Urbano do Eusébio (Amma) está participando com uma iniciativa de educação ambiental voltada para a indicação da flora, com identificação e catalogação de espécies de árvores mais representativas existentes na área de proteção ambiental do Rio Pacoti. O projeto, realizado em parceria com a Secretaria do Meio Ambiente do Ceará (SEMA), com o Sesc e o Instituto de Ciências do Mar (Labomar/UFC), é o Projeto Aflorar.

A iniciativa acontece na APA do Rio Pacoti, no Centro de Estudos em Aquicultura Costeira (Ceac), uma estação avançada de pesquisa do Labomar, que está situado na Mangabeira. Segundo o presidente da AMMA, Celso Rodrigues, o Aflorar é um projeto de educação ambiental, voltado para a indicação da flora, com identificação e catalogação de espécies de árvores mais representativas existentes na área da APA do Rio Pacoti. A implantação e identificação visual dessas espécies está sendo realizada com alunos da Escola de Educação Infantil e Ensino Fundamental do Cararu e da Escola Estadual Manuel Ferreira da Silva. As atividades do projeto começaram no início de 2017, na APA do rio Pacoti.

Celso ressalta que dentro das ações que compõem o Aflorar, existe um viveiro de mudas nativas instalado na sede da Amma, no Eusébio e através do qual, os alunos são orientados no processo de produção de mudas, por facilitadores indicados pelo SESC. Também, no início deste mês de maio, está previsto o trabalho de identificação das árvores e plantas na área do Ceac/Labomar e nas margens de um trecho do rio Pacoti.

A responsável pelo projeto Aflorar, representando o Sesc, é Clarice Araújo. A SEMA será representada pela técnica da Coordenadoria de Biodiversidade (Cobio) e gestora da APA do Rio Pacoti, Luzilene Saboia, o professor e doutor Marcelo Freire Moro representará o Labomar/UFC e como facilitador do projeto, Leonardo Jales, do Movimento Pró-Árvore, e ainda, as representantes da Amma, Stella Barros e Jaíres Lima.

Na supervisão e acompanhamento dos estudantes participantes do projeto está a técnica, Ana Paula, da escola municipal do Cararu e a professora Cátia Riehi, do colégio estadual Manuel Ferreira da Silva. Além dos alunos do Aflorar, participam a bolsista Laymara Xavier e Samuel Rabelo, estagiários da APA do rio Pacoti, que são alunos do curso de Ciências Ambientais do Labomar/UFC.

O prefeito Acilon Gonçalves destaca que o principal propósito do projeto é reintegrar os participantes com a natureza. “Diante da vida urbana, onde a pressa, a falta de contato, e da possibilidade de respirar o ar puro como antes, acaba afastando o ser humano da natureza. “Pesquisadores americanos relacionaram uma série de males

verificados em crianças com a ausência de contato com o meio ambiente. O transtorno está presente principalmente nas cidades e é resultado de anos de subutilização dos poucos espaços ecológicos. A consciência ambiental, também faz parte da formação cidadã e transforma as relações e os hábitos das pessoas com o meio ambiente. Apoiamos esse projeto como forma de resgatar algo que se perdeu no caminho.” argumenta.