Rua Edmilson Pinheiro, 150, Autódromo, Eusébio - Ceará, 61760-000 | 85 3260-5145
prefeitura@eusebio.ce.gov.br

Notícias

Brigada contra o mosquito aedes aegypti é lançada nas escolas de Eusébio

segunda-feira | 10/06/2019

A Prefeitura de Eusébio, através da Secretaria de Educação e da Secretaria de Saúde, está implantando nas escolas do município a “Brigada contra o Mosquito Aedes Aegypti”. O projeto está sendo iniciado nas escolas de ensino médio e até agosto será ampliado para as escolas da rede municipal de ensino. O trabalho consiste na mobilização de representantes das instituições de ensino, que recebem uma capacitação para que identifiquem possíveis focos dentro da escola e comuniquem a ocorrência ao agente de endemias da área.

Segundo o mobilizador social da Secretaria de Educação, Gilvan Cunha, cada Brigada conta, em média, com 12 pessoas, entre alunos, funcionários, grupo gestor e pais, que são capacitados para que identifiquem no ambiente escolar focos de incidência do mosquito Aedes aegypti. “Com o processo em andamento a redução de casos ocorrerá naturalmente. Além do controle de focos faremos o controle biológico com a preservação de sapos, calangos e inclusão do peixe betta”, ressaltou.

A secretária de Educação, Goretti Frota, afirma que o envolvimento de gestores na Brigada ocorre em razão de estarem constantemente em contato com as comunidades nos bairros e, portanto, têm papel estratégico na divulgação da campanha, assim como no monitoramento do espaço das escolas.

O secretário de Saúde, Mário Lúcio, destaca que a iniciativa será de grande valia, pois estará auxiliando diretamente aos agentes de endemias no combate constante ao mosquito. “Nossa pretensão é fazer com que a incidência diminua”, argumenta. Ele pontua a importância do envolvimento dos alunos e dos pais no processo com o objetivo disseminar a prática na comunidade. O prefeito Acilon Gonçalves observa que mesmo com o empenho da Prefeitura na luta contra o mosquito, não haverá ganho efetivo se a população não se engajar na causa, fazendo sua parte. “Não adianta apenas as ações governamentais. O cidadão pode auxiliar nesse trabalho em sua casa. Na escola, essa ação vem a contribuir com o esforço coletivo também,” disse. Acilon lembra que o combate ao vetor pode evitar três doenças – dengue, zika e Chikungunya e salvar vidas.