Rua Edmilson Pinheiro, 150, Autódromo, Eusébio - Ceará, 61760-000 | 85 3260-5145
prefeitura@eusebio.ce.gov.br

Notícias

Eusébio cumpre metas de combate a arboviroses e recebe recursos extras para a Saúde

quinta-feira | 05/07/2018

O Eusébio cumpriu todos os critérios determinados pelo Governo do Estado no combate as arboviroses e vai receber R$ 100 mil para investimento em ações de combate ao Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika. O município, segundo o secretário de Saúde, Mário Lúcio Ramalho, alcançou os parâmetros satisfatórios nos critérios de avaliação estabelecidos no Termo de Compromisso para controle das arboviroses, dentro da mobilização “Todos contra o Mosquito”.

“Cumprimos os critérios de execução de ações previstas para 2017, como a instituição do Comitê Municipal Intersetorial de combate ao mosquito; o monitoramento dos indicadores de qualidade da vigilância das arboviroses; a cobertura mínima da visita domiciliar de 80% dos imóveis de cada município; a apresentação do Plano Municipal de Ação de Vigilância e Controle das Arboviroses e a manutenção ou melhora dos índices de infestação predial”. frisou.

O secretário detalha que o Eusébio concluiu o ano de 2017 com o Índice de Infestação Predial (IIP) de 0,10, bem aquém do valor de referência de baixa infestação é de 1,0. Destaca que os 40 agentes de endemias intensificaram as ações nas 40 áreas de saúde, cada um ficando responsável com 800 imóveis. “Para este ano, o objetivo é que até o final do ano, os oito ciclos completos de visitas pelos profissionais sejam realizados”, assevera.

No ano passado, o Eusébio já havia recebido um veículo zero quilômetro do Governo do Estado, para ser utilizado pela Secretaria de Saúde do município, em reconhecimento ao trabalho realizado no cumprimento de todos os critérios estabelecidos nas ações de prevenção e controle das arboviroses, no ano de 2016.

O prefeito Acilon Gonçalves destaca que o Eusébio vem mantendo todas as iniciativas de controle da dengue no município, com a equipe funcionando permanentemente. “Os resultados são o baixo índice de doenças e mais recursos para investirmos em outras áreas. Em 2017 o trabalho foi intensificado a ponto de todos os levantamentos, exigidos pelos órgãos superiores, terem sido

realizados antes do previsto”, disse. Ele pontua também a participação da sociedade nesse processo, aderindo às campanhas realizadas pela administração e pelas escolas municipais, “que essa parceria continue para que o mosquito continue longe de nossas casas”, concluiu.