Rua Edmilson Pinheiro, 150, Autódromo, Eusébio - Ceará, 61760-000 | 85 3260-5145
prefeitura@eusebio.ce.gov.br

Notícias

Eusébio é contemplado com o Cartão Mais Infância

segunda-feira | 11/12/2017

O município de Eusébio foi contemplado, nesta segunda-feira (11), com o Cartão Mais Infância, em solenidade realizada no Centro de Eventos, que contou com as presenças do Governador Camilo Santana; do Prefeito Acilon Gonçalves; da primeira-dama Marta Gonçalves; da secretária de Desenvolvimento Social de Eusébio, Michele Queiroz; e diversas autoridades federais, estaduais e municipais. O programa vai beneficiar 211 famílias eusebienses em situação de vulnerabilidade social, com o valor de R$ 85,00, que funcionará como complemento dos programas sociais já realizados pelo Executivo Municipal em prol da população carente.

Segundo a secretária Michele Queiroz, o programa funcionará no Eusébio como um suporte para as políticas públicas sociais já desenvolvidas. Entre elas o Renda Mínima, o programa de cestas básicas, aluguel social, tarifa social, escola em tempo integral, dentre outros. “Esse programa transfere um valor que vem somar com os nossos benefícios para famílias com crianças de zero a cinco anos e onze meses de idade, para que tenham um melhor amparo no seu desenvolvimento infantil”, observa.

Ela frisa que o programa vem suprir algumas necessidades básicas, como a alimentação, vestuário, medicação ou outro investimento que a família possa fazer para melhor utilizar esse recurso. Assevera que as famílias beneficiadas terão o acompanhamento dos CRAS. “O programa visa toda uma estrutura desenvolvimento, com vários eixos interligados para beneficiar as famílias”, ressaltou.

O Prefeito Acilon Gonçalves afirmou que o Eusébio, desde 2005, quando de sua primeira gestão, vem fortalecendo o desenvolvimento social do município, criando uma verdadeiro rede de proteção social para as famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica. “Criamos o Renda Mínima, que complementa o recurso já recebido pelo Bolsa Família, que beneficia, em média, 800 famílias com até R$ 600,00, que poderá ser complementado a critério da Administração municipal, dependendo da situação de carência da família beneficiada” revelou.

Destacou, ainda, que o município mantém um programa de suplementação alimentar, que tem o objetivo de proporcionar às famílias carentes do município, bem como para crianças desnutridas e pessoas com doenças crônicas e/ou incuráveis, a doação de cestas básicas mensais, de acordo com as necessidades das mesmas.

Já o aluguel social, relata que é destinado para famílias de baixa renda que estejam em situação de vulnerabilidade social, e que não possuam casa própria. “Temos outros programas que proporcionam o fim da extrema pobreza e nossa meta é fazer com que cada família tenha condições de uma vida digna, conforme prescreve nossa carta maior, a Constituição Brasileira”, pontuou. A comitiva do Eusébio contou ainda com as técnicas da SDS, Marta Mendes e Ana Paula e uma família beneficiada; Renata Santiago e seu filho Gabriel, moradores do Timbú.

As famílias do Cartão Mais Infância foram selecionadas pelo índice de vulnerabilidade do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), cadastradas no Cadastro Único (CadÚnico) para programas sociais, com renda per capita de até R$ 85,00, desconsiderando da renda valores recebidos do Programa Bolsa família e do Benefício de Superação da Extrema Pobreza, com crianças de zero a cinco anos e onze meses.

As famílias participantes receberão a quantia por dois anos, sendo prorrogável até o limite de três anos, mediante estudo e avaliação social realizada pela equipe de referência do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) dos municípios participantes. O auxílio financeiro deve ser repassado à família através de instituição bancaria contratada, sendo o benefício sacado por meio de cartão magnético, com a devida identificação do Programa e do responsável familiar, com o respectivo Número de Identificação Social (NIS).

As famílias beneficiadas com auxílio financeiro do Programa Estadual para Superação da Extrema Pobreza Infantil deverão cumprir algumas ações ligadas a assistência social e saúde. Os grupos familiares precisam ter frequência nos serviços socioassistenciais oferecidos na Rede SUAS, de acordo com calendário e atividades estabelecidos pelo CRAS/CREAS. É necessário ainda acompanhamento das vacinações através do Modulo de Gestão do Programa Bolsa Família na Saúde. O descumprimento das condições poderá levar ao bloqueio, a suspensão ou o cancelamento do benefício.