Rua Edmilson Pinheiro, 150, Autódromo, Eusébio - Ceará, 61760-000 | 85 3260-5145
prefeitura@eusebio.ce.gov.br

Notícias

Eusébio é destaque nos indicadores sociais e econômicos do Estado

segunda-feira | 15/01/2018

O “Painel de Indicadores Sociais e Econômicos: Os 10 maiores e os 10 menores municípios cearenses – 2017” confirma o crescente desenvolvimento do Eusébio no âmbito estadual. A publicação, elaborada pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), traz informações no tocante a questões sociais e econômicas. Com mais de 52 mil habitantes o Eusébio aparece, na publicação, com o quarto município em densidade demográfica do Estado, com 666.63 habitantes por km². Os números publicados são relativos a 2011-2016.

Com relação ao Produto Interno Bruno per capita, o Eusébio destaca-se tendo uma média de R$ 49.255 por habitante, o maior valor dentre os 184 municípios, sendo inclusive superior à média nacional (R$ 28.496). Outros municípios cearenses com elevados valores de PIB per capita corresponderam a São Gonçalo do Amarante (R$ 32.389), Maracanaú (R$ 30.684) e Quixeré (R$ 23.202), sendo os três primeiros com significativa participação na economia do setor industrial e de serviços e o último com expressiva participação do setor agropecuário.

Quanto a participação do ICMS do Ceará no ano de 2016, o Eusébio ficou na oitava colocação com 1,34% do total, atrás de Fortaleza, com uma índice de 72,04%, Maracanaú (6,27%), Aquiraz (3,74%), Caucaia (3,58%), Juazeiro do Norte (1,89%), São Gonçalo do Amarante (1,87%) e Sobral (1,60%), que juntos respondem por mais de 90% do ICMS do Ceará.

O município ficou em sexto na criação de empregos formais, foram 40.411 criados de 2011 a 2015. No consumo de energia, o município aparece em sétimo lugar com 200.272 mw/h. No tocante a saúde, o Eusébio aparece em terceiro lugar no numero de médicos por mil habitantes, atingindo um total de 3,64 médicos. Quanto a mortalidade infantil aparece em terceiro no ranking com 4 mortes por mil nascidos vivos, atrás de Limoeiro (2,59) e Orós (3,48), segundo dados de 2011 a 2016.

O prefeito Acilon Gonçalves observa que apesar de os números estarem defasados, o relatório mostra o crescimento do município ficando em vários rankings entre os maiores do Estado, principalmente no tocante as áreas econômica e social. Destaca que a tendência para este ano é de um maior crescimento devido a recuperação da economia, e com isso a ampliação da arrecadação e dos investimentos para a obtenção de resultados ainda melhores para o município.