Rua Edmilson Pinheiro, 150, Autódromo, Eusébio - Ceará, 61760-000 | 85 3260-5145
prefeitura@eusebio.ce.gov.br

Notícias

Eusébio é Ouro na Olimpíada Brasileira de Astronomia

sexta-feira | 21/09/2018

O Eusébio é Ouro na 21ª Olimpíada Brasileira de Astronomia de 2018. Ao todo, os alunos eusebienses ganharam 22 medalhas, sendo três de ouro, quatro de bronze e 15 de prata. Participaram alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e do ensino regular. A OBA é um evento nacional realizado nas escolas brasileiras previamente cadastradas desde 1998 pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB). A partir de 2005 a Agência Espacial Brasileira (AEB) passou também a participar da organização, a olimpíada se tornou Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica.

A Escola Municipal Mirian Abreu, por exemplo, participou pela segunda vez da OBA. O trabalho foi desenvolvido com o apoio, colaboração e dedicação de toda Equipe de Gestão Escolar (Diretora, Secretária, Coordenadores, Professora de Apoio Pedagógico e Professora da Biblioteca) e professores do 4º e 5º anos, sob as orientações dos professores representantes da OBA, Jerônimo e Jairo Cardoso (4º ano). A prova foi realizada no dia 19 de maio deste ano. Participaram da competição 86 alunos do 4º ao 5º ano e o segmento EJA onde todos receberam o certificado de participação independente da nota na avaliação. Em todo país, participaram quase um milhão de estudantes de cerca de 7.915 escolas.

Segundo o professor Jairo Cardozo, o planejamento para o referido Projeto foi iniciado em fevereiro com apoio de todos os docentes das turmas de 4º ao 5º ano e EJA. “O conteúdo foi apresentado através de diversas estratégias e metodologias, desde a tradicional à sociointeracionista, instigando e valorizando o conhecimento prévio dos alunos, professores e suas vivencias. Dentre as várias ações utilizadas destacamos o Espaço da Biblioteca com a apresentação em mídia por meio de data show, expondo documentários sobre o conteúdo proposto em sala de aula, vídeos aulas sobre os temas que mais eram cobrados na olímpiada. Construímos também um painel, alunos, professores e coordenadores sobre o sistema solar e as fases da lua para serem explorados pelos alunos, o sistema solar,” detalhou.

Outros temas explorados para finalizar a preparação dos alunos para avaliação foram: a sucessão dos dias e das noites; a divisão do tempo em horas, minutos e segundo; o calendário com o ano de 365 dias, seis meses e semanas; as estações do ano; as marés; as auroras polares; a vida em nosso planeta, sustentada pela energia que recebemos do Sol.

Segundo a secretária de Educação Goretti Frota, a participação dos alunos no evento estimula o interesse deles pela Astronomia e Ciências afins, servindo como apoio para complementar as disciplinas do currículo escolar com atividades criativas. “Também leva o conhecimento sobre Astronomia e suas implicações no dia a dia, desmistificando alguns assuntos e ampliando o esclarecimento da comunidade interna e externa com respeito ao mundo que os cerca e do qual se tem tanta curiosidade” destaca.

A Escola Miriam Abreu ganhou 18 medalhas, sendo 03 de ouro. Já a Escola Erotides Melo Lima conquistou duas. Os alunos vencedores foram os seguintes. Antônia Sabrina da Silva Crisóstomo (EJA), medalha de ouro; Eridan Oliveira de Castro (EJA), medalha de ouro; Rayna Vitória Santos Sousa (5° ano), medalha de ouro. Receberam a medalha de prata os seguintes alunos; Aurinete Nogueira da Silva (EJA); Avani Correia Lima (EJA); Evelyn Aliciah Oliveira Ladislau (4º ano); Francisca Ellen Gomes da Silva (4º ano); Kauã Gomes Pereira (4º ano); Lara Letícia Pereira do Nascimento (4º ano); Livia Ceyane dos Santos Silva (4º ano ); Maria Eloá Felix Araújo (4º ano); Mikaele Pinto Macieira (4º ano); Natanael Sousa Lima (4º ano); Nicolas da Silva Freitas (4º ano); Sophia Lima Pinto Silva (4º ano); Victor Gurgel Bezerra (4º ano); Yago Vidal Ribeiro Honório (4º ano) e Yasmin Alves de Sousa (4º ano); Já o aluno Natanael Sousa Lima (5º ano) recebeu a medalha de bronze.

Da Escola Erotides Melo Lima, a aluna Rafaelly Maria Rodrigues de Sousa (5º ano) recebeu a Medalha de Prata e João Pedro Rufino Teixeira (5º ano) recebeu a Medalha de Bronze.

Segundo o prefeito Acilon Gonçalves, a Olimpíadas Brasileira de Astronomia é um evento de grande importância na atualidade por reunir alunos de escolas públicas e privadas, urbanas ou rurais, de todo o país, servindo como termômetro do nível de aprendizado dos participantes. “As medalhas conquistadas resultam de muito esforço dos professores e escolas que participaram e incentivaram seus alunos no dia-a-dia sobre a importância dos estudos”, acredita.

A OBA ocorre totalmente dentro da própria escola, tem uma única fase e é realizada dentro de um só ano letivo. A participação dos alunos é voluntária e

não há obrigatoriedade de número mínimo ou máximo de alunos, ou seja, o número de alunos participantes não é determinado.