Rua Edmilson Pinheiro, 150, Autódromo, Eusébio - Ceará, 61760-000 | 85 3260-5145
prefeitura@eusebio.ce.gov.br

Notícias

Eusébio está entre as 100 cidades mais desenvolvidas do País, segundo a Firjan

sexta-feira | 29/06/2018

Pelo oitavo ano consecutivo, o Eusébio ficou em primeiro lugar no Ceará, no Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM), com alto desenvolvimento em Saúde e Educação e moderado em Emprego e Renda. O estudo foi divulgado pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro nessa quinta-feira. O município é a única do Norte e Nordeste do país a pontuar entre as 100 melhores do país.

O índice de 0,8467, coloca o Eusébio no 94º lugar no ranking do Índice Firjan no país. A melhor performance foi na Educação, onde o município atingiu uma pontuação de 0,9549. Na Saúde, a avaliação também foi alta, chegando a 0,9222. Em emprego e renda, a avaliação foi moderada alcançando 0,6629.

O Eusébio ficou à frente de 25 capitais brasileiras, sendo ultrapassado apenas por Florianópolis, na 47ª colocação e Curitiba, na 74ª. Outras sete cidades cearenses aparecem no ranking das 500 melhores avaliadas no país: Sobral, São Gonçalo do Amarante, Maracanaú, Horizonte, Jijoca de Jericoacoara e Frecheirinha.

Entre as 100 primeiras cidades do levantamento, 58 são de São Paulo; 18 do Rio Grande do Sul; 12 do Paraná; 7 de Santa Catarina; 3 de Goiás, uma de Minas e uma do Ceará. Em relação à totalidade das cidades brasileiras, o estudo mostra que, na comparação com 2015, Educação e Saúde tiveram o menor avanço da última década. No Eusébio, no entanto, houve o inverso, com crescimento do índice com relação a medição anterior. Em 2015, a Educação obteve 0,9271 contra 0,9549 do levantamento atual. Já na Saúde, a ampliação foi bem maior, pois atingiu 0,8893 no estudo anterior e neste ano 0,9222.

Em Emprego e Renda, o IFDM destaca que, entre 2015 e 2016, foram fechados quase 3 milhões de postos de trabalho formais no país. Em 2016, quase 60% das cidades fecharam postos de trabalho. Com isso, o indicador de Emprego e Renda do estudo obteve índices baixos. No Eusébio, não foi diferente, em 2015, o índice foi de 0,6643 e no estudo mais recente com dados de 2015, chegou a 0,6629.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Eilson Gurgel, os anos de 2016 e 2017 não foram benéficos para a economia do País, dai a

redução do índice de emprego e renda, em todos os municípios brasileiros. Ele afirma que o município saiu de um patamar de 16.534 empregos criados em 2015 para 13.226 em 2016, que representa um fechamento de 3.308 postos de trabalho. Para ele, com a melhora da economia, neste ano, já foram criados até maio 5.730 vagas de emprego. “Avaliamos que este ano teremos uma melhora acentuada na economia do país e consequentemente em nosso município, com a criação de mais empregos e melhoria da renda da população”, destaca.

O prefeito Acilon Gonçalves observa que os números avaliados pela Firjan são oficiais e o estudo demonstra, que mesmo diante da crise que o País enfrentou, o Eusébio conseguiu manter sua política social que visa reduzir o nível de empobrecimento da população. “Esse reconhecimento é fruto de um trabalho que prioriza o aspecto social, onde a administração é direcionada para a melhoria da vida do cidadão. No Eusébio, as famílias mais carentes têm uma ampla rede de proteção social. Além disso, primamos pela qualidade dos serviços públicos, onde a Educação, a Saúde, o Desenvolvimento Social e Econômico, são tratadas como prioridade”, revela.