Rua Edmilson Pinheiro, 150, Autódromo, Eusébio - Ceará, 61760-000 | 85 3260-5145
prefeitura@eusebio.ce.gov.br

Notícias

Eusébio fica em segundo no ranking de criação de empregos no Ceará em setembro

terça-feira | 23/10/2018

O município de Eusébio foi o segundo município cearense com maior saldo de empregos no mês de setembro, só perdendo para a capital, Fortaleza, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) do Ministério do Trabalho e Emprego. No mês, o município teve 1.263 admissões e 921 demissões, ficando um saldo de 302 postos de trabalho criados com carteira assinada. O setor que mais criou empregos no município novamente foi o de Serviços, com 111 novas vagas.

Com relação a admissões totais, Fortaleza aparece em primeiro com 18.996 empregos e saldo de 2.537 vagas; seguido de Maracanaú com 1.527 postos de trabalho, mas saldo de 290. Caucaia aparece com 1.017 contratações e saldo de 249; Granja, com 272 admissões e 223 de saldo; Sobral com 833 vagas abertas e 205 de saldo e Horizonte, com 372 contratações e saldo de 114 postos abertos.

Neste ano de 2018 foram criados no Eusébio 1.246 empregos e nos últimos 12 meses 1.269. No mês de setembro foram criados 111 empregos na área de Serviços; 99 na Construção Civil; 60 no Comércio; 39 na Industria de Transformação e 2 na agropecuária.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Eilson Gurgel, o setor de Serviços deve continuar a ser o setor mais forte da economia do Eusébio. “Estamos com algumas empresas em fase de implantação, dentre elas, supermercados, pequenos negócios, e microempresas com a abertura de novas vagas. Mas a construção civil tem vários canteiros sendo abertos e com isso teremos um aumento de oportunidades também nesse setor”, revela.

O prefeito Acilon Gonçalves observa que é comum as pessoas associarem desenvolvimento econômico e geração de empregos à atividade industrial – mas, na verdade, o grande impulso, atualmente, vem dos serviços. Esse segmento é caracterizado pela variedade de tipos de negócios que abrange e a necessidade de investimento inicial mais baixo.

Segundo Acilon, o segmento que mais cresce dentro do setor de serviços é o de alimentação, composto por restaurantes, lanchonetes e bares. Esse nicho representa 19,4% do mercado, com crescimento anual de 3,3%. “Esse setor é o que mais cresce no município. As empresas são atraídas pelo crescimento da população, que prefere permanecer no município, em vez de buscar atendimento em Fortaleza. Hoje, o Eusébio deixou de ser cidade dormitório e se tornou independente com a diversificação de sua economia”, enfatiza.