Rua Edmilson Pinheiro, 150, Autódromo, Eusébio - Ceará, 61760-000 | 85 3260-5145
prefeitura@eusebio.ce.gov.br

Notícias

Eusébio realiza a II Conferência Municipal dos Direitos do Idoso

quinta-feira | 02/05/2019

A Prefeitura de Eusébio, através da Secretaria de Desenvolvimento Social e do Conselho Municipal dos Direitos do Idoso (CMDI), realizou, nesta terça-feira (30), a II Conferência Municipal dos Direitos do Idoso, etapa preparatória para as Conferências Estadual e Nacional do Idoso. O evento foi realizado no Auditório da FIOCRUZ, localizado no bairro da Precabura.

O objetivo da Conferência foi debater temas relevantes focados no envelhecimento, assim como os avanços e desafios da Política do Idoso, na perspectiva de sua efetivação, nas esferas dos governos municipal, estadual e federal. O tema deste ano é “Os Desafios de Envelhecer no Século XXI e o Papel das Políticas Públicas” definido pelo Conselho Nacional de Direitos do Idoso – CNDI, para todos os estados e municípios.

Participaram do encontro: integrantes do Conselho Municipal dos Direitos do Idoso, Conselheiros Setoriais, Equipes dos CRAS e CREAS, representantes de entidades de atendimento à pessoa idosa e usuários.  O prefeito Acilon Gonçalves destacou que vê as conferências como a principal célula de discussão das políticas públicas a serem implantadas nas três esferas do Governo. “Vocês discutirão aqui os desafios de viver mais. Na realidade, o povo brasileiro não está envelhecendo, ele está vivendo mais e por isso a necessidade de políticas públicas para que essas pessoas vivam com melhor qualidade”, ressaltou.

Segundo Acilon, para o cidadão ter uma vida plena é necessário proporcionar uma política pública educacional para que ele saiba o que é bom e ruim para ele. Em segundo lugar diz ser preciso ter política de Saúde. “Há seis anos temos o serviço de geriatria em nosso município, que vem buscando a melhorar a qualidade de vida do idoso. Nosso sistema de saúde atende desde o recém-nascido até a pessoa idosa. Estamos com um programa de prevenção a Hipertensão e Diabetes para que o cidadão no Eusébio possa envelhecer com lucidez”, pontuou.

Acilon falou do projeto Construcom, que visa beneficiar os idosos a terem sua própria moradia. “Estamos com esse programa junto com o Instituto Tecnológico e Vocacional (Iteva) que vai ensinar inicialmente 60 idosos que frequentam as Casas de Convivência do Idoso no Município. O critério é não possuir imóvel e ele ser o provedor da casa. Os CRAS farão o levantamento das reais necessidades de moradia dos idosos para avaliarmos cada caso. Nossa ideia, no futuro, é que a pessoa 65 anos, que não tenha sua casa própria, possa receber o imóvel da Prefeitura. Queremos criar esse programa para que em dez anos o Eusébio possa zerar a fila”, pontuou.

Esse projeto, conforme o prefeito será uma das propostas do Eusébio para a Conferencia Estadual da Pessoa Idosa. “O tema foi discutido nas pré-conferencias e recebeu o apoio dos participantes. E caso nem o Estado e nem a União aceitem bancar esse projeto, a Prefeitura vai fazer com que ele vire realidade em nosso município”, ressaltou.

Em seguida, a Secretária de Desenvolvimento Social, Michele Queiroz, observou que o Eusébio, seguindo a tendência do pais, está com sua população cada vez mais longeva, e com isso a Saúde pública está cada vez mais demandada. Outro fator citado por ela, é a sobrecarga na previdência. “Está sendo discutida uma reforma e na nossa visão ela é necessária, mas não pode prejudicar a população mais vulnerável, que necessita do Benefício de Prestação Continuada, o BPC, por exemplo”, opinou.

Para a secretária, a conferência é uma oportunidade dos usuários se posicionarem sobre o que esperam de políticas públicas por parte da Prefeitura, para que o idoso tenha uma melhor e maior qualidade de vida. Falou, ainda, a presidente do Conselho Municipal dos Direitos do Idoso,  Maria Valda, que conclamou os idosos a participarem mais, a serem atuantes em busca de seus direitos.

O criador e gestor do Instituto Tecnológico e Vocacional Avançado (Iteva), Fábio Beneduce, detalhou o projeto Construcom. Segundo ele, a ideia surgiu de uma conversa com o prefeito Acilon Gonçalves sobre o que se poderia fazer em prol do idoso do Eusébio. “Então surgiu a ideia de utilizar o chamado tijolo solo-cimento para que o próprio idoso aprenda o oficio e coloque a mão na massa. Não é trabalho pesado, é tudo feito por máquina, e antes ele passa por uma capacitação, além de receber auxilio técnico de benfeitores. É uma economia de 20 a 40% com relação as construções convencionais.  Esse é um projeto piloto”, disse.

Já as inscrições para participar do curso são totalmente gratuitas e estão abertas até o dia 22 de maio ou até quando tiver vagas, e podem ser feitas: no Polo de Atendimento da Mangabeira; nos Centros de Convivência do Idoso da Mangabeira, Cauaçu, Jabuti, Santa Clara, Santo Antônio, Tamatanduba e Sede e nos CRAS da Mangabeira, Jabuti e Sede. O curso tem 60 vagas, seis meses de duração e as aulas iniciam em 27 de maio, sendo duas por semana, nos turnos manhã e tarde. O inscrito receberá material didático, transporte de ida e volta da Sede do Eusébio ao Centro e Treinamento e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). Após o aprendizado, o aluno que quiser poderá abrir seu próprio negócio, com apoio da Prefeitura e do Iteva. A Conferência teve continuidade com a conferência magna ministrada pelo coordenador de Articulação Comunitária da Prefeitura, Armando Bandeira de Paula, que falou sobre “Os desafios e envelhecer no Século XXI e o papel das Políticas Públicas”. O encontro seguiu à tarde com discussão em grupos, uma plenária e indicação das propostas a serem encaminhadas à Conferencia Estadual, como também a eleição de delegados para representar o Eusébio no encontro.