Rua Edmilson Pinheiro, 150, Autódromo, Eusébio - Ceará, 61760-000 | 85 3260-5145
prefeitura@eusebio.ce.gov.br

Notícias

Eusébio realiza capacitação de multiplicadores para revisão do Plano Diretor

quinta-feira | 05/04/2018

Dando continuidade as atividades de revisão do Plano Diretor Participativo do Município do Eusébio, a equipe técnica, o comitê municipal e a consultoria contratada (Urbi Consultores Ltda), se reuniram, nesta quarta-feira (4), para promover a capacitação dos multiplicadores, que serão responsáveis pela realização das oficinas nas localidades do Eusébio.

Segundo o presidente da Autarquia Municipal de Meio Ambiente (AMMA), Celso Rodrigues, estão agendadas três oficinas que acontecerão nos bairros Jabuti, Mangabeira e Sede. Celso destaca que essas oficinas serão uma oportunidade da população ser ouvida em seus anseios e demandas para a leitura da realidade municipal. Feito isso, será realizado o Fórum 2, onde acontecerá a apresentação dessa leitura, do que a comunidade demanda no processo de revisão.

Durante o mês de março, foi realizada a apresentação da proposta de mobilização e capacitação popular; elaboração da rota de mobilização; divisão e definição da estrutura do Comitê Municipal. Em seguida aconteceu a mobilização em campo, que contou com a participação de funcionários da Prefeitura Municipal que auxiliaram a Equipe Técnica Local no processo de envolvimento popular.

Foi apresentada em Audiência Pública na Câmara, a metodologia de elaboração do PDP do Eusébio e realizado um encontro com o grupo para o colhimento dos primeiros dados sobre a realidade do município e construção das rotas da visita de campo a ser realizada pelos técnicos da empresa, destacando os principais pontos a serem visitados e observados. Por fim, aconteceu no dia 21 de março, a reunião de capacitação do PDP, com a apresentação mais detalhada do conteúdo do Plano pela Equipe Técnica da Consultora.

O prefeito Acilon Gonçalves lembra que o Plano Diretor orienta a política de desenvolvimento e ordenamento da expansão urbana do município e destaca que o planejamento é obrigatório nos municípios com mais de 20 mil habitantes. “O Plano faz uma leitura da cidade, como ela funciona, em seu território físico, nas diversas políticas e claro, com relação ao seu meio ambiente. Também identifica as zonas de preservação e a infraestrutura urbana. Por isso, a necessidade de ele ser participativo, para que os moradores possam apresentar suas demandas e anseios, e ainda contamos com a participação da Câmara, que precisa aprovar o projeto para ser implantado”, ressalta o gestor municipal.