Rua Edmilson Pinheiro, 150, Autódromo, Eusébio - Ceará, 61760-000 | 85 3260-5145
prefeitura@eusebio.ce.gov.br

Notícias

Eusébio realiza Conferência de Adolescentes nesta quarta

terça-feira | 11/09/2018

A Prefeitura Municipal de Eusébio, através do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e do Núcleo de Cidadania dos Adolescentes (NUCA), realiza nesta quarta-feira (12), a V Conferência de Adolescentes. O evento será realizado, a partir das 8 horas no Auditório da Escola Neusa de Freitas Sá, com a participação de 100 adolescentes de vários segmentos.

Participarão quatro alunos por escola estadual; quatro membros do Programa de Educação Contra a Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (Peteca); quatro dos Grêmios escolares; quatro do programa Saúde e Prevenção na Escola (PSE); quatro do programa Rádio Escola; quatro da Comissão de Meio Ambiente e Qualidade de Vida na Escola COM-VIDA; quatro do Núcleo de Apoio Municipal aos Munícipes com Necessidades Especiais do Eusébio (NAMME); quatro da Estação da Luz; quatro do Lar Davis e 52 do Núcleo de Cidadania dos Adolescentes (NUCA).

O tema da Conferência é “Proteção integral, diversidade e enfrentamento das violências”. Segundo a professora Maria do Carmo Santos (Carmosa), o evento conta com mobilização dos integrantes do NUCA e vai escolher 50 adolescentes para representar o município na conferência municipal. Os indicados serão escolhidos pelos próprios adolescentes, sem interferência de adultos.

O evento será concluído ao meio dia e a partir das 13h inicia a atividade #PartiuMudar, que tem o objetivo de promover a conscientização política dos adolescentes, despertar sobre a importância do voto, explicar as funções de cada cargo do executivo e legislativo, além de incentivar que os adolescentes discutam esse assunto no dia-a-dia escolar.

O prefeito Acilon Gonçalves destaca a importância do incentivo ao protagonismo juvenil, visando a formação de cidadãos que participem da elaboração e implementação de políticas públicas. “Participando do processo, o jovem se torna conhecedor dos seus direitos e deveres, auxiliando assim para a consolidação da cidadania e da melhoria das políticas públicas”, pontuou.