Rua Edmilson Pinheiro, 150, Autódromo, Eusébio - Ceará, 61760-000 | 85 3260-5145
prefeitura@eusebio.ce.gov.br

Notícias

Eusébio será beneficiado com a instalação do Parque Tecnológico do Ceará

sexta-feira | 29/09/2017

O município do Eusébio será beneficiado com a implantação do Parque Tecnológico do Ceará. Neste mês de setembro foi publicado, pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece), o edital do empreendimento, que ocupará inicialmente uma área de 56,5 mil metros quadrados (m²) na Fundação Núcleo de Tecnologia Industrial do Ceará (Nutec), no Campus do Pici. da Universidade Federal do Ceará (UFC). O equipamento deverá ser instituído sob a coordenação geral da Secitece, à qual está vinculada o Nutec.

O projeto prevê a expansão do Polo para institutos, núcleos de pesquisa e desenvolvimento e para instalações de empresas. No Eusébio poderão ser beneficiadas, inicialmente, as unidades da Fiocruz, CTI Renato Archer e o Inpe. A Fiocruz, com sua sede já concluída, tem previsão de ser inaugurada até dezembro; o Centro de Tecnologia da Informação (CTI) Renato Archer, ainda não teve suas obras iniciadas, mas deverá desenvolver os projetos de TI em Saúde como o Biocare, um biossensor para dengue, desenvolvido em parceria com a UECE; três projetos na área de coração artificial, dentre outros.

Por fim, o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), mantém o Rádio-Observatório Espacial do Nordeste (ROENA) na Estrada do Fio, que desenvolve atividades relacionadas com pesquisas nas áreas de Geodésia Espacial, Geodinâmica, Geomagnetismo, Astrofísica, Física da Ionosfera e Processamento Inteligente de Sinais.

O processo visando a criação do Polo Tecnológico do Ceará está ainda na primeira fase que é a licitação. Segundo o edital, a elaboração e desenvolvimento do projeto básico para construção do parque tem o valor estimado em R$ 1,2 milhão, que será pago com recursos do Tesouro Estadual. Concebido como um parque urbano, o empreendimento terá articulação com a Universidade de Fortaleza (Unifor), Universidade Estadual do Ceará (Uece) e com a Prefeitura de Fortaleza.

Embora ainda não haja um prazo estipulado para a conclusão do equipamento, as empresas que compõem o parque podem atuar nos laboratórios da UFC, Unifor e Uece.  A sede administrativa do empreendimento compreende uma área total de 4,2 mil metros quadrados que inclui escritórios de gerência do Parque Tecnológico, área de exposição, salas para coworking, espaço para convivência com disponibilização de cafeteria e outros serviços, como academia de ginástica e salão de beleza, além de um mini-centro de conferências, com 4 salas de reunião e para teleconferência, área livre e auditório.

Os edifícios compartilhados para incubação e aceleração de empresas terão 2,2 mil metros quadrados. Ao todo, o parque irá disponibilizar 1,8 mil metros quadrados de área para aluguel pelas empresas. O complexo contará ainda com área para implantação de centros de P&D (Pesquisa e Desenvolvimento).

Conforme o secretário de Desenvolvimento Econômico de Eusébio, Eilson Gurgel, o Parque Tecnológico é um complexo planejado de desenvolvimento empresarial e tecnológico, que vai promover a cultura de inovação, da competitividade industrial, da capacitação empresarial e da produção de sinergias em atividades de pesquisa científica, de desenvolvimento tecnológico e de inovação entre empresas e uma ou mais Instituições de Ciência e Tecnologia . “O Polo Tecnológico e Industrial de Saúde do Eusébio receberá um grande impulso através de recursos e projetos advindos do Polo Tecnológico do Ceará, fomentando o seu crescimento com sustentabilidade”, avalia.

O prefeito Acilon Gonçalves observa que o Parque Tecnológico do Ceará foi concebido como parque urbano multicampi de porte médio sediado em Fortaleza,  e que terá unidades não só no Eusébio, mas também em Sobral, Eusébio, Região do Cariri e Quixadá, que funcionarão em articulação com as instituições de pesquisa e de Ciência e Tecnologia. “Pela proposta, o nosso parque será multissetorial, multi-institucional e não exclusivo, baseado em modelo adotado pelas principais iniciativas globais, entre eles, o Tuspark, exemplo de parque multicampi chinês, que conta com 30 agências em toda a China e cerca de 400 empresas e 25.000 funcionários”, revelou.