Rua Edmilson Pinheiro, 150, Autódromo, Eusébio - Ceará, 61760-000 | 85 3260-5145
prefeitura@eusebio.ce.gov.br

Notícias

Paixão de Cristo do Eusébio promete duas horas de muita emoção e efeitos visuais nesta quinta e sexta-feira

terça-feira | 27/03/2018

O Eusébio realiza nesta quinta (29) e sexta-feira (30) sua 21ª Paixão de Cristo, com previsão de recorde de público e prometendo um espetáculo inesquecível para todos os presentes. A encenação também será transmitida ao vivo pela internet na página do Facebook da Prefeitura de Eusébio (@prefeituraeusebio). A montagem da encenação teve duração de três meses, com ensaios todos os fins de semana e ajustes nos efeitos especiais, que é um atrativo a parte da encenação.

Segundo o diretor do espetáculo, Tarcísio Christianne, apesar da história ser a mesma, anualmente a direção escolhe uma temática para explorar. “A paixão é bíblica, se baseia nos evangelhos de Marcos, Mateus e Lucas, mas temos as Epistolas e os Atos dos Apóstolos também. Todo ano o diferencial é colocar uma temática diferente. Teve um ano que colocamos a escolha dos 12 apóstolos. No ano evidenciamos o mal e o bem, demônios e anjos. Em outro, exploramos o Jesus mais humano. Já neste ano vamos dar ênfase às profecias, a razão da Paixão de Cristo, porque ele teve que morrer por nós”, destaca.

A encenação tem início no Gênesis e é concluída no Apocalipse. São duas horas de espetáculo. A narração começa com a criação do Mundo, o pecado original e o envio dos profetas para que o homem retornasse ao seu estado original. Essa história será contada em fragmentos num cortejo que se desenhará na frente do público, com danças, música ao vivo e efeitos especiais.

Após esse início, acontece a Anunciação. Em seguida, Maria visita Isabel e no seu retorno sua barriga começa a crescer, em mais um efeito visual. Então acontece o cortejo já tradicional do elenco com efeitos pirotécnicos. “Começaremos o espetáculo na entrada de Jerusalém. Os figurantes participam da cena, onde teremos transeuntes, comércio, um dia comum na cidade, mas Jesus ao passar prende a atenção de todos que o saúdam com ramos de arvores. Logo depois, teremos a conspiração dos sacerdotes que querem prender Jesus e frear sua missão”, pontua Christianne.

Ele destaca ainda, a cena da expulsão dos vendilhões do templo, e a cura do paralítico, que este ano será encenado por um ator com deficiência física. Com paralisia cerebral e cadeirante, ele vai andar em cena mesmo com sua limitação. “Essa é outra face do espetáculo, que é a inclusão. Teremos 12 pessoas do Núcleo de Apoio Municipal aos Munícipes com Necessidades Especiais (NAMME), sendo 8 rapazes surdos que serão guardas pretorianos e quatro meninas que participarão dos figurantes”.

Outra cena com efeito visual será o milagre dos pães, que será servido para a plateia que ficará na arena. “Teremos, ainda, cena do açoite de Jesus, a prisão e a crucificação, também com efeitos novos. O diferencial será a musica ao vivo. É a única Paixão de Cristo com Orquestra de Sopro, Camerata e Conjunto musical. Existem outras paixões de Cristo com música? Existe, mas são musicais, pessoas que tocam na igreja que encenam a Paixão de Cristo. A nossa é uma encenação com música ao vivo, isto é, a música está à disposição do espetáculo e com coral”, ressalta.

Ele observa que no Início do espetáculo, o apostolo João vai à frente da plateia e acende uma pequena fogueira. No final do espetáculo, o apostolo retorna ao mesmo local e vai envelhecer 60 anos e a partir daí narra o Apocalipse até os sete selos. “Mostrando que Deus mandou seu próprio filho, o último profeta, que deu sua vida por nós e não escutamos. Então através de uma visão que João teve ele mandou uma mensagem que foi o Apocalipse e ai vamos passear pelos sete selos. No final os atores estarão vestidos de branco e farão uma cena surpresa e em seguida a cena final com a ascensão de Jesus aos céus”.

Tarcísio evidencia o apoio do prefeito Acilon Gonçalves desde quando a encenação era feita de forma amadora. “Não tem preço, a mudança que esse trabalho tem feito na vida das pessoas. Só podemos agradecer. Temos crianças de 5 a 89 anos de idade. Começamos com dois idosos e hoje chegamos a 14 idosos”, revela.

Segundo o secretário de Cultura e Turismo de Eusébio, Léo Abreu, participam da Paixão de Cristo 2018, pessoas de todas as comunidades, de todas as classes sociais, gêneros, que quebram as diferenças e seus limites. “Neste ano, estamos levando o espetáculo para outras cidades do Brasil e do mundo pela rede mundial de computadores e estamos com mídia fora do município, isso tudo para mostrar o que o Eusébio, com pessoal da própria terra, tem feito na área de Cultura”, destacou.

O prefeito Acilon Gonçalves observa que há alguns anos a Paixão de Cristo do Eusébio tem se destacado pelo número de pessoas envolvidas, sendo a maior do Estado, mas observa que com a experiência de 21 anos de trabalho e o amadurecimento do espetáculo, ela também pode ser considerada a melhor, em termos de qualidade, efeitos visuais, cenários, vestuário, tudo para retratar com fidelidade a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus.

“Hoje temos, só de atores inscritos 593 pessoas. Temos, ainda, o pessoal da produção, do som, a banda de música, o coral, o pessoal da segurança, que somados ultrapassam 700 pessoas envolvidas. É um grande conjunto atuando de forma sincronizada para que tenhamos o sucesso esperado. Todos estão convidados a participarem do evento”, concluiu.

Serviço:

21ª Paixão de Cristo do Eusébio

Local: Cidade Cenográfica Eusebelém

Avenida Eusébio de Queiroz, 4.600, Centro

Dias 29 e 30

A partir das 19 horas

Entrada Gratuita

Informações: 3260 4745