Rua Edmilson Pinheiro, 150, Autódromo, Eusébio - Ceará, 61760-000 | 85 3260-5145
prefeitura@eusebio.ce.gov.br

Notícias

Prefeitura de Eusébio realiza semana Prevenção a Gravidez na Adolescência

quarta-feira | 13/02/2019

Prefeitura de Eusébio, através dos Núcleos Ampliados de Apoio a Saúde da Família (NASFs), da Secretaria de Saúde, concluiu a programação da I Semana de Prevenção à Gravidez na Adolescência. A ação, no entanto, terá continuidade até o final do ano, visando atingir os alunos do 9º ano no primeiro semestre e do 8º ano no segundo semestre. Nessa primeira semana foram trabalhadas as Escolas Eduardo Alves Ramos (Timbu), Evandro Ayres de Moura (Santo Antônio) e Josefa Sá (Lagoinha).

A ação, que envolve profissionais dos NASFs (Sede, Timbú e Pedra/Santo Antônio) contou com participações especiais. Na Escola Evandro Ayres, por exemplo, os adolescentes do projeto Agentes de Saúde Adolescentes (ASA), fizeram uma intervenção com alunos do 8º ano, nos turnos manhã e tarde, com uma forma criativa e dinâmica de abordar os temas.

Conforme a enfermeira Luana Braga, do NASF Sede, as equipes dos três Núcleos, trabalharam inicialmente nas três escolas (Josefa Sá, Eduardo Alves Ramos e Evandro Ayres de Moura), com uma dinâmica participativa, que foi eleita em reunião prévia. Nesse esquema, os alunos participam da atividade para tomarem conhecimento o que os profissionais vão transmitir aos alunos e com isso eles poderão levar o aprendizado para a vida.

Até o final do primeiro semestre a meta é concluir todas as séries do 9º ano e no segundo semestre se voltar para os do 8º ano. O secretário de Saúde, Mário Lúcio, destaca que o trabalho é de prevenção e alerta aos adolescentes sobre os riscos da gravidez precoce. “Vamos no final do ano fazer uma avaliação sobre os números de casos deste ano, após essa ação mais forte, com os números do ano passado. Essa mensuração serão importante para o planejamento de nossas ações,” revela.

O Prefeito Acilon Gonçalves pontua que o trabalho de prevenção a gravidez na adolescência é direcionado para meninas na faixa etária de 14 e 15 anos, devido a maior incidência de casos nessas idades. O trabalho, segundo ele, consiste na realização de rodas de conversa, onde as equipes trabalham com estudo de casos, como por exemplo, a situação de um casal em que a adolescente engravida. “O que eles poderiam ter feito para evitar a gravidez e quais os impactos em suas vidas a partir de agora. O resultado é uma relfezão maior e um cuidado maior, com certeza”, ressalta.

Além dos adolescentes, as equipes também fazem um trabalho com os pais, devido o tabu, ainda existente, com relação ao tema sexo. Os profissionais realizarão esse trabalho com os pais, em paralelo a abordagem dos adolescentes, tanto nas escolas como nas unidades de saúde.