Rua Edmilson Pinheiro, 150, Autódromo, Eusébio - Ceará, 61760-000 | 85 3260-5145
prefeitura@eusebio.ce.gov.br

Notícias

Eusébio classifica dez trabalhos para a fase estadual do Prêmio Peteca

terça-feira | 10/07/2018

O Eusébio teve dez trabalhos classificados para a fase estadual do Prêmio PETECA, que acontecerá em setembro. A fase municipal aconteceu no dia 15 de junho passado, quando cada escola participante apresentou seu trabalho para análise de uma comissão julgadora. Segundo a coordenadora do projeto no município, Maria do Carmo Bezerra (Carmosa), a disputa foi muito parelha devido ao alto nível dos projetos apresentados neste ano.

Na categoria desenho foram classificados dois trabalhos: um da escola Evandro Ayres com o título “O direito de estudar” da aluna Emanuele Martins de Freitas e o outro da escola Lagoinha com o título “o trabalho infantil às cegas da Justiça” do aluno Renan Lucas de Moura. Em conto, foi escolhido o trabalho da Escola Santa Clara com o título “Gilberto, um garoto com sonho de poeta” do aluno Francisco Rian Silva dos Santos.

Duas poesias vão representar o município na fase estadual: uma da escola Paulo Sá com o título “Criança Triste” das alunas Ana Emilly Freire Silva e Lara Elane Marreiro. A outra poesia é da Escola Francisco Tavares de Abreu com o título “Criança merece respeito” das alunas Maria Eduarda Rodrigues Gadelha e Maria Thayssa de Oliveira Ferreira

Na categoria curtas-metragens se classificaram os trabalhos: da Escola do Cararu com o título “Posso te ajudar, mas não vale me explorar”, com os alunos Antônio Kaik de Sousa silva, Bruna Silva dos Santos, Elvis Eduardo Costa Pires, Isabelly Cristina Mesquita Magalhães e Samara Rodrigues; da escola Erotides de Melo com o título “Eu sou um erro” com os alunos Ana Vitória Vieira Cavalcante, João Vitor dos Santos Martins, Maria Clara Santos da Silva, Maria Eduarda Gomes da Silva e Pedro Henrique Marciel dos Santos.

O terceiro curta-metragem classificado foi o apresentado pelos alunos da Escola João de Freitas com o título “A emocionante história de Yuri e Igor” das alunas Ingrid Bergman Costa, Maria Clara Sampaio de Abreu e Regia Vitória Nascimento de Mesquita.

Da Escola das Guaribas saiu a representante no quesito música, com o título “Chega de trabalho infantil” das alunas Ana Beatriz Albuquerque, Ana Júlia Vidal Bispo, Andressa Estefany de Oliveira Siqueira, Bárbara Suelen de Sousa Araújo e Monalisa Barros Vieira.

Por fim, foram classificados dois esquetes teatrais: uma da escola Raul Tavares Cavalcante II com o título “Peteca TV” dos alunos Danielly Ferreira Matos, Emilly Sousa Silva, Fernanda Basílio Ribeiro, Francisco Gustavo Lima Oliveira, Francisco Gustavo Santos Ferreira, Francisco Maicon Sousa Xavier, Jordânia Lívia de Andrade, Maria Fernanda Lima, Ryan Saullo Ferreira de Lima e Ryckellme Teixeira Cardoso.

A segunda esquete teatral classificada foi a da Escola Eduardo Alves com o título “minha jornada, minha vitória” com os alunos Cibelly Sousa Cruz David, Helano Souza da Silva, Hyandra Sara Ferreira Bezerra, João Gabriel Brito de Queiroga, Lavínia da Silva Rosário, Luanna Isnaya Maciel Alvino, Luiz Fernando Monte Gomes, Maria Vitória Assis de Souza, Regison Brauna Ramos, Thalita Évely Alvino Gomes

A secretária de Educação Goretti Martins disse que o Eusébio vem trabalhando intensamente o Programa de Educação contra a Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (Peteca), visando à eliminação do trabalho infantil no município, “o Peteca é uma ferramenta utilizada pela educação para conscientizar a sociedade para a erradicação do trabalho infantil, através de promoção de debates nas escolas dos temas relativos aos direitos da criança e do adolescente, especialmente o trabalho infantil e a profissionalização adolescente” observou.

Para o prefeito Acilon Gonçalves, o projeto ao longo dos anos, têm contribuído para reduzir a atividade laboral de crianças. Ele entende que a prática pode causar o atraso na aprendizagem, abandono escolar, prejuízo ao desenvolvimento físico e a saúde. “É uma prática nociva que devemos erradicar de vez de nossa sociedade”, concluiu o gestor municipal.